SYLVESTRIS PICTURES

Biografia

Fotografia é um estilo
de vida para mim!

É a razão pela qual, quase sempre, tenho a minha máquina fotográfica pronta para ação! Não para capturar tudo o que acontece, mas para fotografar o que é belo e que por vezes apenas dura um segundo.

Eu fotografo para capturar o silêncio e numa tentativa de espelhar a beleza.

É como uma revelação.. olhar atentamente para o jogo de luzes que é criado pelas flores presas no gelo, ou capturar o diferentes contrastes das flores de verão visto contra um céu cada vez mais escuro. Sinto imenso prazer nisso, em particular, quando a foto impressa, revela exatamente aquilo que vi!

Desde cedo, tive o privilégio de tirar cursos na área da fotografia analógica, o que me permitiu descobrir o prazer de fotografar. Porém, com a camera digital e software de fotografia, hoje é tudo mais simples, editando completamente a imagem da forma que se quiser, mas não para mim, isso fica para além do meu limite! Recuso-me a utilizar qualquer photoshop, edição ou retoque da fotografia. Tenho muitas vezes apenas uma hipótese de fazer a imagem que eu tenho em mente. Este é o meu desafio criativo e artístico. Existe apenas uma possibilidade para capturar a luz perfeita, a relação e aspecto a que se destina, o contraste adequado..

Eu visito regularmente galerias e exposições em museus de arte moderna. O museu de fotografia Haags Foto Museum, em Haia, na Holanda, é um dos meus favoritos. Em Portugal, um dos meus favoritos é, sem dúvida, o Museu de Serralves, no Porto e o museu Gulbenkian em lisboa.

As várias formas de arte moderna, que encontro em feiras de arte internacionais, como em Amesterdão, Rotterdão, Bruxelas e Lisboa ensinam-me, cada vez mais, a observar o que me rodeia de uma forma diferente.

Durante o meu trabalho, como consultora de comunicação para o governo local, também fiz parte ao longo de vários anos, da equipa de guias do museu privado de escultura ‘Beelden aan Zee’ em Haia. Frequentei vários cursos, de forma a ser uma guia turística qualificada em variados projetos ligados à escultura moderna. Nesse período, melhorei substancialmente a minha forma de observar e interpretar o que me rodeia, algo que torna a fotografia ainda mais interessante para mim.

O meu nome é Ina Verhoef e vivi e trabalhei por um longo período em Haia na Holanda.

Completea HBO em Cultura e Sociedade em Haia, obtive meu certificado de Comunicação B em Utrecht e depois, por alguns anos, prossegui os meus estudos em Sociologia na Universidade Erasmus, em Roterdão. Há quatro anos comecei as minhas potos no distrito de Coimbra e Viseu.

error: Content is protected !!